Escolhendo câmeras para viajar

16:57:00


Já publiquei aqui no blog um texto com dicas para diferenciar câmeras fotográficas, que você pode dar uma olhadinha para saber a diferença entre uma e outra na hora de comprar. Aqui, vou falar de câmeras para levar em viagens.

Algumas pessoas que conheço compraram câmeras DSLR com sensor cropped (que costuma ser vendida como "semi-profissional" nas lojas) e depois disseram que o zoom dela não era bom. O problema, nesse caso, não é da câmera, e sim da lente. É ela que diz o quanto a imagem pode ficar mais próxima ou mais distante, se dá para tirar fotos em ambientes mais escuros, ou "congelar" um movimento.

Para ter maior versatilidade com uma câmera DSLR é preciso adquirir lentes diferentes da que vem com ela. Agora, imagina você viajar com uma câmera que já não é das mais leves e duas ou três lentes na mochila? Mesmo que você não ache a câmera pesada em um primeiro momento, lembre-se que provavelmente passará umas seis horas passeando com ela, dependendo do seu tipo de viagem. O peso é algo muito relativo.

Por questões de praticidade, uma câmera superzoom acaba sendo uma alternativa melhor à DSLR. Como a própria classificação já diz, a lente desse tipo de câmera tem uma boa amplitude, tornando-a mais versátil. Pode ser que você não tenha controle manual absoluto (ainda que existam câmeras que permitem configurações totalmente manuais), mas é até libertador se preocupar mais com a foto em si do que se ISO, obturador e diafragma estão todos corretos para sair aquela foto de capa de revista. Afinal, é viagem a trabalho ou diversão?

Aqui eu coloquei dois exemplos de câmeras superzoom:

Imagens de divulgação das marcas.
A Canon e a Nikon são duas das marcas mais populares de câmeras, por isso escolhi as imagens delas. Isso é só uma ilustração de como é esse tipo de câmera. Há outras marcas tão boas quanto para você pesquisar: Sony, Fujifilm, Panasonic.

Quando viajei, levei minha DSLR (por falta de opção) e não gostei de carregar o equipamento pesado para cima e para baixo, não queria levar lentes extras e sempre que escolhia uma delas, sentia falta das outras por um ou outro motivo. Fiz algumas pesquisas e decidi que o ideal, para mim, não seria uma superzoom, mas uma compacta que tivesse mais recursos.

Os fabricantes normalmente possuem compactas com tantos recursos quanto as superzoom da mesma linha, com a vantagem de serem pequenas o suficiente para caberem em um bolso. Ainda não achei uma loja no Brasil que venda essas câmeras pequenas e avançadas, mas estou de olho em uma da Canon.

Da mesma forma que a imagem acima, fiz uma ilustração com as compactas avançadas:

Imagens de divulgação das marcas.

O que procurar ao comprar uma câmera?

As lojas gostam de alardear o famigerado megapixel. Acontece que o fato de uma câmera ter mais megapixels que outra, não quer dizer que seja, necessariamente, melhor. A diferença de uma imagem com 12 ou 16 megapixels não é tão sensível assim, principalmente para o uso no dia-a-dia.

Abertura de diafragma (também conhecido por aperture ou f-stop). Imagem de Digital Photography Student.
O ideal é procurar uma câmera que tenha uma abertura de diafragma maior, pois isso permite que passe mais luz. Pode parecer um pouco confuso, mas quanto menor o número, maior o diafragma. Ou seja, se você encontrar uma câmera que diz "abertura F2.0" e outra que seja "F5.6", a primeira permitirá que mais luz entre na lente, consequentemente, você poderá bater fotos em lugarem um pouco mais escuros.

Demonstração da diferença de imagem causada pelo ISO. Imagem de Exposure Guide.

Outra coisa a se observar é se a câmera tem várias opções de ISO. Isso indica a sensibilidade do sensor. Se a câmera tiver várias opções, é mais fácil fazer fotos em ambientes com diferentes tipos de iluminação.


Por fim, confira quais são os formatos de imagem. Se você entende de tratamento de imagem ou pretende contratar um profissional para fazer a edição, procure uma câmera que possibilite o formato RAW, que é o negativo digital e pode ser editado sem perdas. Essas câmeras, no entanto são mais caras. Um equipamento que utilize o formato JPEG com qualidade alta (normalmente identificado em inglês como fine) é uma boa escolha.

Tem mais alguma dúvida em relação a câmeras? Deixe um comentário ou me mande um e-mail, ficarei feliz em responder!

You Might Also Like

0 comentários

Curta no Facebook

500px